ULTIMAcTO
"blog experimental e não oficial do ULTIMAcTO Grupo de Teatro de Cem Soldos, concelho de Tomar."......... não é um blog qualquer, é um blog que apenas pretende ser um "placard" de colagem de recortes da vida do ULTIMAcTO
24
Mai 14

Segundo fim-de-semana da XVIII Mostra de Teatro de Cem Soldos com dose dupla

 

Com mais dois espectáculos e cerca de trezentas pessoas a assistir a Mostra de Teatro prossegue a bom ritmo.

 

Na noite de sexta-feira, nove de maio, o fantástico espectáculo “À Deriva” subiu ao palco do auditório de Cem Soldos. Esta peça apresentada pelo grupo de teatro de Idanha-a-Nova, Ajidanha, foi porventura um dos melhores espectáculos que, desde sempre, passou pelos palcos de Cem Soldos, conforme também o público confirmou pela maneira efusiva como aplaudiu os actores. Três pessoas (dois homens e uma mulher) em palco ofereceram a todos os presentes uma grande prestação na arte do teatro. Uma comédia non sense, com um humor muito próprio, mordaz, por vezes sublime, outras vezes hilariante mas sempre de forma muito perspicaz e acutilante, sobre a aventura dos três personagens. À deriva no mar, perdidos algures numa jangada, aqui representada por quatro paletes de madeira, que é o mundo dos três artistas que nela protagonizam uma série de peripécias, discussões em torno de um objectivo…não morrer à fome. Por entre discussões, estratégias, campanhas e alianças politicas tendo em vista um único objectivo. Qual dos “náufragos” deve ser sacrificado em benefício dos outros dois?!

Uma encenação soberba, irrepreensível, interpretada de forma brilhante pelos actores do grupo de Idanha. No final do espectáculo, os merecidos aplausos por parte de um auditório completamente lotado, mostraram o agrado de todos perante a prestação do Ajidanha. Um sucesso!

 

Na noite seguinte foi a vez de o Grupo de Teatro de Minde, Boca de Cena visitar pela primeira vez (tal como o Ajidanha) a Mostra de Teatro de Cem Soldos.

O grupo de Minde apresentou-se com um espectáculo que é um dos clássicos do teatro português. “Boa Noite Senhor Simões”, de Vasco Santana. Uma comédia em três actos que divertiu o público presente durante perto de duas horas. As peripécias do senhor Borges, as confusões e as formas de as tentar resolver, bem ao jeito das comédias de costumes do teatro. Um elenco com mais de uma dezena de actores em palco, com a curiosidade de terem um leque de idades muito abrangente.

Também este espectáculo contou com um auditório completamente esgotado, tendo sido necessário reforçar a plateia com mais alguns lugares de improviso. A alegria estampada no rosto dos artistas e do público, mostrava no final do espectáculo a satisfação de ambas as partes.

Também António Clemente, enquanto elemento do ULTIMAcTO | SCOCS (organização do evento) se mostrava muito satisfeito e agradeceu a presença de todos aproveitando para lançar o convite para a próximo espectáculo.

 

De Alvarim, Tondela, vem o grupo TEIA que se segue no programa da edição de 2014 da mostra de teatro de Cem Soldos. Sobe ao palco do auditório no sábado dia 17 de maio pelas 21:30 horas com “A Fuga” de Jordi Galcerán. Este espectáculo do grupo TEIA, que é já repetente em Cem Soldos, conta a história de “um homem desesperado que tenta suicidar-se. Mas rapidamente muda de intenções e contrata os serviços de uma prostituta. Entretanto bate-lhe à porta uma vendedora da gás natural...Este é o início desta "Fuga".

 

 

 

 

"À Deriva" AJIDANHA

 

 

"À Deriva" AJIDANHA 

 

 

"À Deriva" AJIDANHA

 

 

"À Deriva" AJIDANHA

 

 

"Boa noite Sr. Borges" BOCA DE CENA

 

 

Aspecto da auditório

 

 

Aspecto da auditório

 

 

 

"Boa noite Sr. Borges" BOCA DE CENA

 

 

"Boa noite Sr. Borges" BOCA DE CENA

 

 

"Boa noite Sr. Borges" BOCA DE CENA

 

 

"Boa noite Sr. Borges" BOCA DE CENA

 

PRONTO ultimacto-teatro às 15:10